Tag: financiamento imobiliário

Conheça os tipos de financiamento imobiliário

Comprar um imóvel à vista pode não ser o ideal para muita gente, por isso, as pessoas recorrem ao financiamento imobiliário para realizar o sonho da casa própria. Se esse é o seu caso, é bom conhecer os tipos de financiamento imobiliário para que você saiba analisar as opções. É importante verificar todas as taxas, juros e condições, para determinar a melhor escolha para você.
Além disso, é bom ter em mente que o valor do imóvel, sua renda e o dinheiro que estiver disponível para investir no imóvel irão influenciar no momento da compra.

Embora o financiamento seja uma operação corriqueira, muita gente ainda não sabe como funciona nem os fatores que contribuem para a autorização ou não do seu crédito. Por isso, vamos explicar para você o que é um financiamento imobiliário e quais são os tipos. Confira!

O que é o financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é uma linha de crédito oferecida pelos bancos para ser usada para a aquisição de imóveis. O banco paga ao vendedor do imóvel a quantia que o comprador quer financiar. A partir de então, o comprador deve pagar o montante financiado ao banco. O valor do saldo devedor é dividido em parcelas, e o valor máximo das prestações é baseado na sua renda comprovada e não deve passar de 30% dela. O financiamento pode cobrir até 80% do valor total do imóvel e pode durar até 35 anos.

O valor financiado depende da renda do comprador, do tipo de imóvel, entre outros fatores. Além disso, os bancos determinam suas próprias taxas de juros, taxas administrativas e pacotes de serviços pelo empréstimo, mas costumam oferecer vantagens para competir entre si. Os valores de taxas também podem mudar dependendo do cenário econômico do país. As condições acima tornam bastante relevante a pesquisa pelas melhores condições de financiamento.

Documentos necessários para financiar

Você optou pelo financiamento e agora quer preparar os documentos necessários para iniciar o processo? Primeiramente, será preciso apresentar originais e cópias do RG e CPF, dos comprovantes de estado civil e de renda. Autônomos podem comprovar sua renda por meio do contrato de prestação de serviços, declaração do Imposto de Renda, recibo de trabalhos prestados, declaração do sindicato da categoria ou uma Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimento feita por contador.

Além disso, trabalhadores que não possuem conta em banco, devem preencher uma ficha de cadastro sob orientação do gerente, que irá informar em cada caso quais são os documentos necessários. Também é feita uma análise cadastral, que consiste na verificação de nome nos cadastros de inadimplentes e outras fontes de consulta a critério de cada instituição.

Após feito esse processo, a comprovação da renda do comprador irá indicar sua condição de pagamento das prestações, que, vale reforçar, não pode passar de 30% da renda familiar bruta. Não havendo problemas, a liberação de crédito é aprovada com um período de validade que varia de acordo com o banco. Depois disso, o banco, por meio de uma empresa, engenheiro ou arquiteto, realiza a avaliação do imóvel a ser financiado para confirmar o seu valor para elaborar um contrato e liberar o crédito.

Confira os tipos de financiamento imobiliário que você pode fazer:

Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

Criado e regulamentado pela Lei 4.380/64, o sistema rege a maioria dos financiamentos imobiliários que acontecem no país. Essa modalidade de financiamento foi desenvolvida pelo Governo Federal e é garantida pelos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE).

Com isso, ficou mais fácil aprovar o financiamento para muitos brasileiros que antes não conseguiam financiar um imóvel. Conforme as características do SFH, no máximo 80% do valor total do imóvel será financiado, incluindo as despesas auxiliares.

Esse tipo de financiamento imobiliário determina as seguintes características:

  • Valor máximo do Custo Efetivo Total: não deve ser maior do que 12% ao ano;

  • Valor máximo do imóvel: não pode ser superior a R$ 1,5 milhão.

Para que seja possível contratar esse tipo de financiamento imobiliário, não pode haver outro em aberto. Além disso, é necessário ter o correspondente a 10% do valor total do imóvel para ser possível usar o FGTS como abatimento no valor do imóvel.

Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI)

O Sistema Financeiro Imobiliário também é uma modalidade criada pelo Governo Federal, com o objetivo de suprir as demandas onde o Sistema Financeiro de Habitação não se encaixa. Sendo assim, ele é usado por investidores do setor imobiliário e para financiar imóveis com valores altos, sendo muito usado em grandes centros urbanos.

Como no SFI não há pré-condições e bancos e clientes estão livres para negociar, as pessoas conseguem comprar casas ou apartamentos com mais flexibilidade, já que é possível definir os termos do contrato com o banco. Porém, não é possível utilizar o FGTS para ajudar a quitar o valor do imóvel, como no SFH.

Benefícios do financiamento imobiliário

Muitas pessoas ainda hesitam em optar pelo financiamento imobiliário com receio de se comprometer a longo prazo, mas, quando bem planejado, o processo é muito tranquilo e as condições facilitadas de pagamento são uma ótima solução para quem quer concretizar o sonho de adquirir um imóvel mas não tem caixa disponível para fazer um pagamento à vista.

Entre as vantagens estão a possibilidade de aquisição do imóvel em um curto espaço de tempo, sem precisar esperar juntar o valor total para a compra, o que pode levar anos. Além disso, você estará livre do aluguel e terá um imóvel todo seu, que te dará retorno financeiro caso queira vender ou alugar algum dia. É uma maneira de construir um patrimônio e garantir uma segurança financeira.

Agora que você já entendeu que o financiamento imobiliário pode ser uma boa opção para adquirir o seu imóvel, vale a pena considerar essa possibilidade. Lembre-se de analisar os pontos mencionados acima para escolher a linha de crédito mais vantajosa para você.

Aproveite para acessar o site da Tófano Imóveis e encontrar o imóvel em Cachoeiro de Itapemirim com as condições ideais para você!

 

Leia também:
IBC: um bairro com forte significado

 

 

Caixa vai financiar até 80% de imóveis usados para servidores públicos

Demais clientes continuarão a financiar até 70% do valor de casas usadas e 80% no caso novoS

Ler mais

Temer anuncia aumento da faixa do Minha Casa Minha Vida para R$ 9 mil

Com a meta de 600 mil novos imóveis em 2017, O Governo Federal estendeu o programa Minha Casa Minha Vida a famílias com renda mensal de até R$ 9 mil.

faixa 1, com renda mensal de até R$ 1.800, fica como está. As mudanças serão nas outras 3 faixas. Na faixa 1,5, a renda vai subir para R$ 2.600. Na faixa 2, para R$ 4 mil. E na maior faixa de renda, que é a 3, o teto passa para R$ 9 mil.

Ler mais

Desenvolvido por Arco Websites & Mobile Apps